MUSAS DO ROCK |m|

O mundo é regido pela inspiração.  E sempre buscamos as melhores referências e influências para as nossas vidas. 

A palavra grega mousa significa “canção” ou “poema”. As musas habitavam no templo Museion, termo que deu origem à palavra “museu” definido como o local de preservação das artes e ciências. A palavra música também é derivada de musa, do grego musiké téchne que significa “a arte das musas”. Então tem tudo a ver, né gente?

Elas são musas mesmo e inspiraram gerações com sua sensibilidade, loucura, beleza, atitude, e claro, suas músicas incríveis. Vem conhecer as minhas musas inspiradoras de todos os tempos!

CHISSIE HYNDE
vocalista da The Pretenders

ChrissieHynde

Vocalista, compositora e guitarrista, virou ícone como mulher líder de um grupo com origem nos primórdios da história do movimento punk rock e new wave. Além disso, tornou-se notável ativista e defensora dos direitos dos animais a um tratamento digno e ético por parte dos seres humanos. Em 10 de setembro de 2014 Chrissie Hynde lançou seu primeiro álbum solo Stockholm.

SHIRLEY MANSON
vocalista da Garbage

Shirley Manson

Com apenas 16 anos ela entrou para a banda do namorado tocando teclados e fazendo backing vocals. Cantora, atriz e ex-modelo de origem escocesa, esbanja talento, carisma e muita atitude no palco. O Garbage se tornou ícone do rock alternativo dos anos 90 e emplacou hits como Only Happy When It Rains, When I Grow Up e Stupid Girl. ❤

PATTI SMITH

punk-style-patti-smith

Poetisa, cantora e musicista norte-americana, ela se surgiu na cena do rock durante o movimento punk com seu álbum de estréia, Horses em 1975 e ficou conhecida como “poetisa do punk”. O mais legal é q ela emergiu um lado feminista e intelectual da música punk e assim se tornou uma das mulheres mais influentes do rock’n’roll.

Em 2010 lançou uma autobiografia incrível, chamada Só Garotos, que relata o cenário da contracultura americana dos anos 1970 narrado por uma de suas maiores expoentes viva.

ALANIS MORISSETTE

new-Alanis-Morissette-photos
Cantora, compositora, produtora e atriz canadense a Alanis dispensa apresentações e  é considerada uma das mulheres mais influentes no mundo da música. É reconhecida pelas letras autobiográficas e a carga emocional de suas músicas. Muito me influenciou no início dos anos 2000. Eu adoroo!

 

JOAN JETT
vocalista da The Runaways

Joan Jett

Fundadora da banda The Runaways, é uma das figuras femininas mais importantes da história do rock. Em 2003, Joan Jett foi nomeada pela Rolling Stone a 87ª melhor guitarrista de todos os tempos. Ela é conhecida mundialmente pelo hit “I Love Rock’n’Roll”, música atemporal e incrível que eu amooo!
O filme The Runaways: Garotas do Rock foi lançado em 2010,
e a atriz Kristen Stewart interpretou Joan Jett.

HAYLEY WILLIAMS
vocalista da Paramore

Hayley Williams

A  mais novinha da nossa lista, é cantora e compositora americana que iniciou na banda Paramore em 2004. Super estilosa, seus modelitos punk-hardcore ficaram famosos, além da constante mudança na cor de seus cabelos, que ela diz pintar de acordo com seu temperamento.. Hayley nunca usou drogas e não bebe, diferente da maioria das divas do rock, diz que não precisa disso para se divertir.
Desde os 7 anos de idade já escrevia canções.

PJ HARVEY 

PJ HARVEY

Polly Jean Harvey, a nossa musa PJ Harvey, é considerada uma das mais importantes artistas dos anos 90, influenciou vários artistas de sua época e posteriormente. PJ baseia seu trabalho em criar contos fictícios sobre os mais variados temas, sempre prezando por explorar atmosferas densas, que vão desde canções lo-fi, ásperas e pesadas, até climas lúgubres, obscuros e delicados como no seu álbum White Chalk de 2007. Diz que seu maior objetivo é sempre não se repetir e produzir trabalhos antônimos a seus antecessores.

 

JONI MITCHELL

Joni-Mitchell-Thumbnail

cantora, artista plástica e poetisa canadense, ela foi considerada a 75º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone. Seu auge foi na década de 1970, fazendo um som lindo de morrer influenciado pelo jazz e pelo folk rock. Suas letras são introspectivas e de caráter romântico, e estão entre as melhores criadas na história do rock. É muito amor, gente!

 

Essas são as minhas musas do rock! E as tuas?

Beijos,
Lu

Anúncios

Torcedora, por acaso

Eu confesso que não estou lá muito entusiasmada com a Copa, e que prefiro torcer mil vezes pelo meu Grêmio do que pelo Brasil (bairrista, eu? #prontofalei). Maaas, acho que essa vibe de Copa, inconscientemente, vem me contagiando e sem querer estou super entrando no clima fashion da torcida brasileira, usando muuito verde, amarelo e azul. Pode isso, Arnaldo?

E quem não vira torcedor em tempos de Copa que atire a primeira pedra. A cidade toda pára e não há como não sentar na frente da tv com um balde de pipoca no colo. #quemnunca

Claro que tudo, discreta e moderadamente, como quem não quer nada. Afinal, não dá pra sair por aí vestida de bandeira ambulante tb, né, gente?! Bom, vamos as vias de fato.

Looks patriotas de carteirinha:
COPA1

Looks entrando no clima patriota:

COPA2

E olha esse look que usei na viagem pro Chile. Eu sei, tem uma bandeira do Chile ali, bem no meu pescoço e, em se tratando de Brasil na Copa do Mundo, isso pode não ser muito legal. Mas reparem bem no modelito: tem verde, tem azul e tem amarelo. Check, check, check. Fica a inspiração.

page

E já que eu moro na fronteira e não sou uma pessoa tão competitiva assim, fica a dica pras hermanas uruguaias tb (brasileiras, não me matem!). Mas bem que esse modelito orna dentro dos looks “torcedoras do Brasil”, neam?

tumblr_n5uae0AcP41sbyinto1_1280

E era isso, galere. Já que agora não tem mais jeito, o negócio é entrar pra torcida. #Brasil

lu

Muito além das aparências

Hoje eu quero lançar moda. Hoje e todos os outros dias da minha vida. Quero inventar, sentir, vestir e sair por aí causando, contagiando as pessoas com um pouco de mim. Há quem diga que moda é coisa para pessoas frívolas, que não tem mais o que fazer. Que é pura futilidade. Eu discordo. Porque é por meio da moda que eu me expresso.

resize

Por mais que alguém jure não gostar de moda, duvido que passe ileso por ela. Muitas vezes sem perceber, somos influenciados pelo mundo a nossa volta, pelos amigos, TV, internet, pelos nossos ídolos. Tudo que está em voga no momento. Tudo o que está em sintonia e mexe conosco. Pode parecer um contrassenso, mas a forma como nos utilizamos da moda nos define socialmente. É uma maneira de exteriorizar nossas preferências e valores culturais dentro daquele tempo e espaço. De se integrar e desintegrar político, social e sociologicamente. O tempo todo somos lidos sem precisar dizer palavra, estamos constantemente nos expressando.

Tribos criam sua moda, padronizam-se, como forma de identidade e inclusão no grupo. Como disse o sociólogo Zygmunt Bauman, ‘ela fornece um modelo para a constante troca de identidades de nosso mundo’. Mas, ao contrário do que muitos pensam, a moda pode ser uma forma de expressão democrática, reafirmando a individualidade como ser único e pensante uma vez que buscamos a nós mesmos em meio às araras abarrotadas de modismos.

Desculpa-me decepcioná-lo, mas a cada manhã, quando abres o teu armário, estas fazendo moda. A roupa que usamos reflete quem somos, nossa personalidade, humor, estado de espírito. Incorporamos ideias, misturamos elementos criando combinações provavelmente muito diferentes das imaginadas pelo estilista que os criaram e que, juntos, nos tornam do jeitinho que somos. Tu vestes as tuas próprias escolhas. Só que todo o tipo de vestimentas vendidas por aí, da loja de grife à feirinha da esquina, um dia foi pensada na indústria da moda (e quem viu o filme O Diabo Veste Prada sabe). Agora, escolher como usufruir dela é o que vai fazer a diferença.

Não é preciso seguir tendências, mas, querendo ou não, nos valemos delas para encontrar o que realmente nos identifica e faz sentido naquele momento. E isso muda o tempo todo. E nos dá a oportunidade nos renovar e auto afirmar diariamente, além de dar um upgrade na autoestima a cada nova combinação. Porque ter referência e transitar por diversos meios é o segredo para sermos autênticos.

É por isso que eu sou a favor da moda. Ela me encanta como forma de arte, de expressão que vem de dentro para fora, mesmo que inconscientemente. Talvez o grande problema esteja nos que tentam compor um personagem. Quem sabe são esses os verdadeiros escravos da moda. Pra mim, ser livre não é tentar ser o mais simples possível para ‘fugir da moda’, mas sim assumir a minha personalidade independente do julgamento alheio. Moda é evolução e resgate, impulsiona a nossa revolução. Modas vêm e vão, o que fica somos nós mesmos.

Ps: Hoje resolvi propor um momento de reflexão aqui no blog e compartilhar crônica que escrevi pra uma coluna que faço semanalmente pra um jornal daqui de Sant’Ana do Livramento. 

Esse texto teve total inspiração no vídeo Já Pensou, da Cris Guerra.

Já parou pra pensar que você é seu próprio estilista? Que ao acordar você se prepara para um desfile diário, voluntário ou não, e ao se vestir faz suas escolhas? Já parou pra pensar que, assim como o estilista elege cores, formas, texturas, estampas, você seleciona as suas entre o que está disponível por aí? Que, como os estilistas, você também é influenciado pelo mundo que está à sua volta e pelo seu próprio humor, pelas alegrias e tristezas, dias de tédio ou paixão? Que ao fazer uma simples combinação de cores, texturas, estilos, você está mostrando a sua forma de ver a vida? Já parou pra pensar que a moda pode ser futilidade quando dela somos escravos, mas pode ser arte quando a usamos como forma de expressão? Que a escolha de uma roupa para vestir não precisa se pautar por ela ser ou não tendência, mas por combinar ou não com você? Já parou pra pensar em novas combinações para velhas peças? Já parou pra pensar que tem dias que a gente é criativo e, em outros, alguém já foi criativo por nós, e isso facilita? E que nessas horas você veste a sua admiração por um artista? Já parou pra pensar que o seu guarda-roupas é a sua coleção? Que a moda pode ter tanta inspiração quanto um quadro, uma escultura, uma música, um filme? Que a moda pode ser arte andando por aí? Já parou pra pensar que a moda pode ser uma forma de acentuar sua individualidade, e não de uniformizar pessoas? Já parou pra pensar que moda é, acima de tudo, beleza? Um jeito bonito de viver? É fantasia no meio do cotidiano. É transcender a utilidade da roupa e colocar poesia nela. É a oportunidade de ser novo a cada dia e, ao mesmo tempo, ser mais você. Já parou pra pensar que a moda, como a arte, torna a vida mais suportável? Eu já.” CRIS GUERRA

Mais referências, aqui.

lu

Cult Bazaar e Ora+: Achadinhos de passeio

timthumb

Hoje estava eu passeando despretensiosamente no Parque Moinhos de Vento, mais conhecido como Parcão, aqui em Porto Alegre, quando me deparo com uma feira incrível na Rua Comendador Caminha, junto ao parque: o Cult Bazaar – Moda Design e Comportamento, que está acontecendo de 4 a 6 de outubro. A feira não é de liquidação e sim um evento conceitual, cheia de brechós e lojinhas com propostas super diferentes e interessantes.

E foi assim, dentro do Cult Bazaar, que conheci uma marca com um conceito super legal, a Oramais, da cidade de Flores da Cunha – RS. Já que a inspiração indígena tem sido a pauta principal dos últimos posts, resolvi trazer mais uma novidade (ao menos pra mim é novidade) do estilo.

logo-campanha

A coleção primavera-verão 2014 da marca teve como tema o descobrimento do Brasil. E desta forma as peças contam um pouco da história do nosso país na coleção 1500.

1240412_645984122092979_1779517195_nEssa foi uma das minhas favoritas: 1208539_653304904694234_1996626005_nORA+

Morri pelos vestidos, que por um detalhe não vieram morar comigo:

ORA+1ORA+2


ORA+3

Legal, né, gente?! Esse post não é um publieditorial. Eu apenas achei a marca super criativa e do bem, e quis dividir aqui no blog a minha alegria.

Segundo a descrição na fanpage da Oramais, é uma marca que “acredita em um mundo onde homem e natureza possam conviver em total harmonia, buscando em pequenos atos, grandes transformações. Transformações estas que facilitem nossa vida de uma forma contemporânea e bem humorada, equilibrando assim, design e funcionalidade,
sem jamais esquecer nosso compromisso social e ecológico”.

Como vocês devem ter percebido, o que me motivou a escrever o post foi justamente o fato de eu não ter resistido ao conceito da marca e me jogado nas compras. O acabamento das peças é ótimo, e os preços são super amigos. O casaquinho lindo de viver fisgou meu coração e a sainha pied-de-poule saiu por apenas R$50. ❤

20131006_032726-horz

Vi no site que existe uma loja virtual, a quem interessar possa.

Espero que tenham gostado tanto quanto eu!

Beijos,

assinaturas_blog_lu

Flores em você

Fazendo esse post, lembrei dessa música do Ira! Quem gosta, dá o play aí para ler o texto! 😉

Não, tu não está ficando louca! O inverno está mesmo muito mais colorido e abusado. Buscando referências e estilos em outras estações para compor looks outrora toltamente sóbrios.

Uma das coisas mais legais que vieram nessa onda é o floral de inverno. Esse floral de fundo preto, que dá delicadeza ao look sem tirar o peso das roupas de inverno. Uma leveza forte, saca?! Cheia de personalidade.

images-tile

As cores fortes predominam sobre o preto, dando destaque à estampa. O melhor disso tudo é poder usar com peças de diversas cores, combinando ou não com estampa, já que o fundo preto deixa tudo mais discreto.

Esse tipo estampa com branco e cores claras ganha o destaque incrível. Os mix também sempre me encantam, e o de flores tá suuper em alta!

page2page5 page

Influência dos anos 90, agora eles aparecem de forma inusitada, especialmente nas calças estampadas que vieram com tudo, e promovem muitos looks legais. E, sendo de um tecido leve, se torna totalmente atemporal, para todas as estações. Vale o investimento!

As camisas e os vestidos florais são sempre um clássico, repaginados nas estampas de fundo escuro, que deixa tudo mais moderno e invernal.

d41d8cd98f20120506104039-1-vertEspero que tenha trazido inspiração para alegrar teu dia e teu guarda-roupa nesse inverno!

E essa é a minha versão floral dark:

564332_501983356528666_1296251647_n-horz

Gostaram?

assinaturas_blog_lu