Sobreposições com vestidos (parte 2)

Seguindo a série Sobreposições com vestidos, sobre essas maravilhosas ideias para deixar os looks super atuais e diferentões, hoje a coisa ficou mais hard. Agora a ideia é misturar o vestido com calças. 😮

saia-de-calca-3

Sim, essa exige mais coragem e disposição para sair na rua cheia de estilo e chamando atenção por onde passa. Mas é uma forma incrível de multiplicar o guarda-roupa e usar peças que talvez estejam paradas há tempos sem uso.

Vestido transparente pra deixar a calça aparecendo. E se esfriar, vale colocar um moletom por cima.

Se o vestido tiver fendas e aberturas, melhor ainda. Também uma boa ideia pra botar pra jogo aqueles vestidos muito curtinhos ou transparentes, que a gente acaba deixando pra usar só na praia ou em momentos muito específicos.

E pra quem não arrisca muito, misturar o vestido com legging fica facinho. Essas camisetas alongadas são ótimas para dar esse efeito sem ousar demais.

Dica: comece usando vestido com leggings e camisetas compridas com jeans e aos poucos vá tomando coragem. Eu, particularmente, adoro esse tipo de desafio.

Veja outras ideias de sobreposições aqui e aqui.

Anúncios

Sobreposições com vestidos (parte 1)

Sim, eu amoo sobreposições! Acho que dá um toque inusitado no look sem muito esforço. Aquele truque que te deixa fashion no ato, sabe? E o melhor, sempre dá pra adaptar com o que a gente já tem no guarda-roupa.

Estou adorando essa onda de sobreposições com vestidos. Já que por ser uma peça única, acabamos usando eles sempre da mesma forma, e eu já tinha sugerido algumas técnicas para mudar a cara do vestido aqui e aqui. Porque né, odeio monotonia! 😀

Daí veio essa ideia sensacional de combinar o vestido com uma saia, AND (aí vem o grande truque), deixar a barrinha aparecendo. Pode ser também uma chemise compridinha. E eu achei simplesmente genial.

Vestido midi com saia mais curta.

Pras mais ousadas, saias estruturadas.

Pras mais discretas, chemise levemente escapando por baixo da saia.

Quero testar já!

(aguarde a parte 2 da série Sobreposição com Vestidos)

Coisas minimalistas que eu sempre fiz e não sabia

Sempre me considerei uma pessoa muito vaidosa, consumista e um pouco impulsiva. Quando via algo que eu gosto, geralmente preferia nem pensar e já sair comprando, depois pensava nas consequências, tipo Delírios de Consumo de Beck  Bloom, sabe? Ok, exageros a parte,  mesmo com pouca grana, acabava me endividando um pouco para comprar coisas q muitas vezes eu nem precisava. E isso tem me feito refletir, botar no carrinho e só tomar a decisão de compra no dia seguinte. Quando vou a uma loja, vou determinada a comprar as peças certeiras, isso ajuda a não meter o pé na jaca.

Estou falando tudo isso porque tive uma mudança de atitude na minha relação com as compras já faz um tempo porque queria economizar para poder viajar mais. Em paralelo, tenho doado muuita coisa e vendido outras. Assistindo diversos vídeos sobre minimalismo, descobri que tenho seguido alguns princípios minimalistas mesmo sem querer. E, mesmo muito longe de me tornar uma pessoa minimalista, tenho diversas atitudes que fazem parte da minha vida e do meu dia a dia que vão de encontro com essa tendência. E, juro, isso me deixou muito feliz!

Então resolvi compartilhar aqui no blog os momentos minimalistas:

1 Nunca compro aplicativos

Com tantos aplicativos legais e gratuitos e os dias cheios, nunca senti a necessidade de comprar um aplicativo. Sou dessas que sempre dá um jeitinho e arranja aplicativos e programas de computadores similares para chegar aos resultados que quero. Dá um Google aí, gente!

2 Não gasto com faxineira, pedicure e depilação

O que eu posso fazer sozinha, prefiro não pagar pelo serviço. Aprendi a fazer as unhas quando fui morar fora e a grana era curta pra estar gastando a toa. Eu não valorizo uma unha tããão bem feita, então… A faxina nem se fala, na capital uma diarista era inviável, e eu preferia botar a mão na massa e ficar com uma graninha extra para sair com os amigos. A depilação veio depois, no início foi um pouco difícil, não ficou tão direitinho, mas peguei o jeito rápido e a cada 20 dias estou lá dando os retoques. Bom, é questão de prioridades, e essas não são as minhas.

3 Não frequento lavanderias

Lavanderia também entra na linha da faxina, a menos que seja um cobertor muito pesado ou um vestido de festa impecável, nunca gasto com lavanderia, prefiro lavar minhas próprias roupas.

4 Compro maquiagem só quando preciso

Blush usado como sombra e como blush

Eu já tive uma quantidade absurda de maquiagens, não podia ver um novo quarteto de sombras e não levar para casa. Tinha 5 rimels, 3 lápis e 4 delineadores, mil sombras e 10 blushs. Só que comecei a me dar conta que tudo estava ficando vencido e eu não estava conseguindo usar. Então simplesmente parei de comprar. Hoje ainda tenho muitas sombras, mas mantenho todas as minhas maquiagens em uma caixa pequena, e procuro manter somente o que está em uso. Além disso, tenho apostado muito em produtos multi-tarefas. Adoro usar uma sombra como iluminador, ou o blush como sombra, isso também ajuda a acumular menos e carregar menos coisas na bolsa.

5 Não compro lançamentos de produtos eletrônicos

Quando vou comprar um novo aparelho celular, busco um modelo intermediário, com um preço razoável, mas que possa me render no mínimo 1 ou 2 anos de uso sem prejudicar o meu dia a dia. Prefiro manter os produtos eletrônicos até estragar, para daí sim procurar outro. Isso para TV, celular, computadores, a menos que fiquei realmente muito antigos, daí não tem jeito, tem que trocar!

6 Costumo comer em casa e carregar lanchinhos

Uma coisa que tenho feito ao longo de anos é tirar os embutidos e comidas prontas da minha dieta. Eles são cheios de conservantes, sódio e porcarias. Também nessa de estar sempre com a grana curta, não tenho o costume de comer muito fora, porque acabo achando um gasto desnecessário. Então, carrego sempre meus lanchinhos que compro muito mais barato no supermercado, ou faço em casa. Dou preferência pra frutas e produtos mais naturais que, consequentemente, não geram lixo.

7 Só tenho roupas que eu realmente uso

Ok, isso é super difícil e muitas vezes acabo descobrindo peças que adoro e uso pouco. Quando isso acontece, já separo aquela roupa para ser usada imediatamente, e invento algum look com ela. Se vejo que não vai ter jeito, já descarto. Outras coisas resolvi vender, já que são peças novas, caras, que tiveram pouco uso e já não tem mais a ver comigo. Para aproveitar ainda mais meu guarda-roupa, gosto de misturar estampas, texturas e peças improváveis. Isso torna as possibilidades quase infinitas. Eu adoro uma promoção, mas tenho procurado também comprar roupas de qualidade, assim duram mais e não precisa ficar trocando toda hora, é difícil resistir a uma blusinha nova de R$20, mas estou tentando – meta do ano!

Tô me achando suuuper minimalista depois dessa lista. Lembrando que minimalismo não é o que a gente usa, e sim uma forma de simplificar a vida!

Cliquem aqui e para visitar minha lojinha no Enjoei.

Eu, meu mundo e a moda

Amo moda, e amo esse universo lúdico que ela propõe. E foi diante de todo esse transbordamento de ideias que lancei esse blog em 2012. Era um lugar onde eu queria reunir todas as minhas aspirações, ideias e vontades sobre moda e sua infinitude de afins. Eu queria que as pessoas enxergassem o que eu enxergava, organizar minha mente inquieta e contagiar outras pessoas com tudo de maravilhoso que eu via por aí e que tanto mudou minha relação com a moda.

Mas chegou um momento que eu achei que somente recortar figurinhas da web não era bem o que eu queria fazer. E por isso esse blog acabou abandonado por um ano inteirinho. Mesmo assim, continuo sentindo a necessidade de me expressar, e é por isso que eu quis voltar e reativar o blog que estava paradinho aqui, mas ainda com muitos views diários.

Voltei com outras ideias muito mais minhas, com uma grande vontade de falar do meu universo, de tudo que eu amo, das coisas que me inspiram, me fascinam, comovem e sacodem. Tudo o que de alguma forma mexe comigo, e isso vai muito além da moda. Já falei por aqui que acredito que a moda pode estar em todas as coisas, não apenas nas roupas. Pensando nisso que eu quero expandir o assunto, para poder compartilhar aqui tudo o que me move.

Início do ano é um momento de repensar ideias e retomar projetos. E por isso estou aqui hoje, estou de volta! 2016 passou e o blog ficou sem atualizações, então vou deixar aqui meu top 5 do ano que passou.

5. CRIEI UMA LOJINHA NO ENJOEI

enjoos

Eu costumo comprar consciente, apesar de me considerar um pouco consumista. Compro peças que amo, e sempre quero usar imediatamente. Mas a gente vai mudando com a vida, e tem coisas que não cabem mais na nossa rotina. E assim foi com essas peças que ainda considero maravilindas, porém pouco foram usadas. Tenho um guarda-roupa gigante, e há um tempo resolvi desapegar, tem sido maravilhoso aproveitar melhor minhas roupas, não ter nada encalhado, sem uso, e poder passar peças super legais para pessoas que realmente vão usar. Entra lá: https://www.enjoei.com.br/lurighi

4. PINTEI O CABELO DE ROSA

img_20161024_130414

Depois de 10 anos usando vermelho e laranjinha, resolvi trocar a cor do meu cabelo. Agora ele virou algo entre o magenta e o marsala. E eu estou amando, apesar de ele continuar desbotando absurdamente como sempre. Para isso, comprei a tinta 9.98 da Igora (que é um vermelho violeta) e outros dois tonalizantes para passar em casa, o “Ai, que Magenta” da Lola Cosmetics e o Deep Magenta da Issue. São maravilhosos, recomendo!

3. FIZ REEDUCAÇÃO ALIMENTARreeducação alimentar

Eu sempre gostei de cuidar da minha saúde, apesar de não curtir radicalismos. Gosto de alimentos saudáveis, e já vinha em um processo de melhores escolhas alimentares. Porém, a ansiedade e a gula (tenho o olho maior que a barriga) estavam impedindo a minha perda de peso, apesar dos meus esforços. E mesmo praticando atividades físicas como muay thai, pilates, TRX e spinning não estava vendo diferença na balança. Foi aí que busquei ajuda com uma nutricionista e consegui secar 6kg. Não cheguei no meu peso ideal ainda, mas incluí mais frutas no cardápio e tenho tentado maneirar nas porções, no pão branco (minha perdição) e no carboidrato à noite. Isso já fez eu trocar o manequim 40 (apertado) pelo 38.

2. ABRI UMA EMPRESA


plural

Minha irmã é designer e eu sou jornalista e publicitária. Sempre trocamos muita ideia, mas nunca tínhamos trabalhado juntas. Moramos em uma cidade do inteior onde o marketing recém vem se instalando, e acreditamos muito que a partir das nossas técnicas podemos incentivar empresas a encontrar o seu propósito dentro da cidade, alinhando seu posicionamento, deixando seus clientes satisfeitos e de quebra descobrindo sua importância e contribuição para a sociedade. Assim surgiu a Plural Dsgn e Com, e já estamos cheias de ideias para transformar a imagem das empresas e criar grandes parcerias para uma cidade melhor.

 1. TIVE UM SURTO CONSUMISTA E FIZ 2 LONGOS RECESSOS DE COMPRASVIAGEM

Quando eu voltei das férias, no fim do carnaval no ano passado, fiquei bem quebrada de grana e resolvi ficar 3 meses sem comprar. Assim, resisti a muitas tentações e cheguei em junho vitoriosa, com pouquíssimas parcelas no cartão. Foi aí que em julho fiz uma nova viagem, dessa vez para a Serra Gaúcha, nada de muito luxo, com uma parada estratégica em Porto Alegre. Foi nesse momento que tive um surto consumista e, acreditando que estava RYCA, comprei mais do que devia. Comprei muito mesmo, comprei em boutiques aqui na minha cidade (umas roupinhas para a viagem), em lojas de fast fashion e também de marcas caras no shopping na capital e outras coisinhas na Serra. Quando vi, meus cartões estavam super altos novamente e eu não tinha dinheiro para nada. Então, de setembro à dezembro, fiz um novo recesso de compras. Quando minhas amigas me convidaram para ir à Punta del Este em janeiro, enlouqueci e comecei a economizar o que podia. Deu tudo certo, e consegui entrar 2017 com minhas contas em dia, graninha sobrando e usando a criatividade para colocar em uso todas roupas que tenho guarda-roupa, o que é mais legal! Tenho dicas da minha experiência que vou desvendar em um outro post.

Bom, esse foi um pequeno resumo do meu ano, que pode ser desmembrado em diversos posts com ótimas dicas para dividir por aqui. Espero poder compartilhar muitas coisas legais por aqui em 2017, já estou cheinha de ideias para começar.

Beijos,

Lu