Coisas minimalistas que eu sempre fiz e não sabia

Sempre me considerei uma pessoa muito vaidosa, consumista e um pouco impulsiva. Quando via algo que eu gosto, geralmente preferia nem pensar e já sair comprando, depois pensava nas consequências, tipo Delírios de Consumo de Beck  Bloom, sabe? Ok, exageros a parte,  mesmo com pouca grana, acabava me endividando um pouco para comprar coisas q muitas vezes eu nem precisava. E isso tem me feito refletir, botar no carrinho e só tomar a decisão de compra no dia seguinte. Quando vou a uma loja, vou determinada a comprar as peças certeiras, isso ajuda a não meter o pé na jaca.

Estou falando tudo isso porque tive uma mudança de atitude na minha relação com as compras já faz um tempo porque queria economizar para poder viajar mais. Em paralelo, tenho doado muuita coisa e vendido outras. Assistindo diversos vídeos sobre minimalismo, descobri que tenho seguido alguns princípios minimalistas mesmo sem querer. E, mesmo muito longe de me tornar uma pessoa minimalista, tenho diversas atitudes que fazem parte da minha vida e do meu dia a dia que vão de encontro com essa tendência. E, juro, isso me deixou muito feliz!

Então resolvi compartilhar aqui no blog os momentos minimalistas:

1 Nunca compro aplicativos

Com tantos aplicativos legais e gratuitos e os dias cheios, nunca senti a necessidade de comprar um aplicativo. Sou dessas que sempre dá um jeitinho e arranja aplicativos e programas de computadores similares para chegar aos resultados que quero. Dá um Google aí, gente!

2 Não gasto com faxineira, pedicure e depilação

O que eu posso fazer sozinha, prefiro não pagar pelo serviço. Aprendi a fazer as unhas quando fui morar fora e a grana era curta pra estar gastando a toa. Eu não valorizo uma unha tããão bem feita, então… A faxina nem se fala, na capital uma diarista era inviável, e eu preferia botar a mão na massa e ficar com uma graninha extra para sair com os amigos. A depilação veio depois, no início foi um pouco difícil, não ficou tão direitinho, mas peguei o jeito rápido e a cada 20 dias estou lá dando os retoques. Bom, é questão de prioridades, e essas não são as minhas.

3 Não frequento lavanderias

Lavanderia também entra na linha da faxina, a menos que seja um cobertor muito pesado ou um vestido de festa impecável, nunca gasto com lavanderia, prefiro lavar minhas próprias roupas.

4 Compro maquiagem só quando preciso

Blush usado como sombra e como blush

Eu já tive uma quantidade absurda de maquiagens, não podia ver um novo quarteto de sombras e não levar para casa. Tinha 5 rimels, 3 lápis e 4 delineadores, mil sombras e 10 blushs. Só que comecei a me dar conta que tudo estava ficando vencido e eu não estava conseguindo usar. Então simplesmente parei de comprar. Hoje ainda tenho muitas sombras, mas mantenho todas as minhas maquiagens em uma caixa pequena, e procuro manter somente o que está em uso. Além disso, tenho apostado muito em produtos multi-tarefas. Adoro usar uma sombra como iluminador, ou o blush como sombra, isso também ajuda a acumular menos e carregar menos coisas na bolsa.

5 Não compro lançamentos de produtos eletrônicos

Quando vou comprar um novo aparelho celular, busco um modelo intermediário, com um preço razoável, mas que possa me render no mínimo 1 ou 2 anos de uso sem prejudicar o meu dia a dia. Prefiro manter os produtos eletrônicos até estragar, para daí sim procurar outro. Isso para TV, celular, computadores, a menos que fiquei realmente muito antigos, daí não tem jeito, tem que trocar!

6 Costumo comer em casa e carregar lanchinhos

Uma coisa que tenho feito ao longo de anos é tirar os embutidos e comidas prontas da minha dieta. Eles são cheios de conservantes, sódio e porcarias. Também nessa de estar sempre com a grana curta, não tenho o costume de comer muito fora, porque acabo achando um gasto desnecessário. Então, carrego sempre meus lanchinhos que compro muito mais barato no supermercado, ou faço em casa. Dou preferência pra frutas e produtos mais naturais que, consequentemente, não geram lixo.

7 Só tenho roupas que eu realmente uso

Ok, isso é super difícil e muitas vezes acabo descobrindo peças que adoro e uso pouco. Quando isso acontece, já separo aquela roupa para ser usada imediatamente, e invento algum look com ela. Se vejo que não vai ter jeito, já descarto. Outras coisas resolvi vender, já que são peças novas, caras, que tiveram pouco uso e já não tem mais a ver comigo. Para aproveitar ainda mais meu guarda-roupa, gosto de misturar estampas, texturas e peças improváveis. Isso torna as possibilidades quase infinitas. Eu adoro uma promoção, mas tenho procurado também comprar roupas de qualidade, assim duram mais e não precisa ficar trocando toda hora, é difícil resistir a uma blusinha nova de R$20, mas estou tentando – meta do ano!

Tô me achando suuuper minimalista depois dessa lista. Lembrando que minimalismo não é o que a gente usa, e sim uma forma de simplificar a vida!

Cliquem aqui e para visitar minha lojinha no Enjoei.

Anúncios

Como ser mais saudável e cuidar do meio ambiente ao mesmo tempo

Hoje é Dia Mundial do Meio Ambiente e fiquei pensando no quão pouco a gente pensa em preservar o meio ambiente no nosso dia a dia, e no quanto algumas atitude pequenas podem ter uma grande influência no fim das contas. A relação entre a alimentação o e a preservação do meio ambiente pode parecer desconexa num primeiro momento, mas se pararmos para pensar, essas duas coisas tem uma relação profunda.

Tudo o que consumimos, de uma forma ou de outra, vem da terra, por isso nossas escolhas têm influências diretas nos cuidados com o mundo que nos cerca.

Já escrevi aqui que uma das minhas influências é a Yasmin  Brunet, ela é natureba nível hard (não cheguei lá, e acho que nem vou), mas acho super inspiradoras as coisas que ela fala sobre o planeta e o quanto ele traz de benefícios para nossas vidas se soubermos fazer as escolhas corretas. Ela consome desde shampoos veganos, até comidas exóticas, e paga um alto preço para se manter super saudável e não prejudicar nenhum animal ou vida na terra, aqui vamos ver formas mais amenas e econômicas de também deixar a nossa contribuição. Trouxe aqui algumas mudanças simples de atitude que podem ter um impacto bem grande no meio ambiente

CONSUMIR PRODUTOS IN NATURA

Uma salada fresquinha e frutas da estação podem ser deliciosas opções se conservamos os alimentos da maneira correta. Preferir produtos prontos e embalados pode parecer mais prático e facilitar o nosso dia a dia, mas sempre, quanto mais orgânico e menos processos passar os produtos, melhor ele vai ser para a nossa saúde. Melancia e bergamota (tangerina) sem sementes, abóbora cortadinha e embalada no isopor, frutas descascadas, maçãs selecionadas, tudo isso pode ser muito bonito, mas o descarte de embalagens desnecessárias, as lavagens desses produtos e outros processos impactam diretamente no meio ambiente. Em tempo: quanto mais industrializado o produto, menos saudável.

EVITAR DESPERDÍCIOS

Quantas vezes servimos um monte de comidas no prato e acaba indo tudo para o lixo? Ou cozinhamos uma panelada de comida, que ninguém quer comer no dia seguinte? Todo esse desperdício tem grande impacto no mundo, desde o desmatamento para o cultivo de uma área, uso de fertilizantes danosos ao meio ambiente e utilização de combustíveis em máquinas agrárias e no transporte, além do alto consumo de água doce para irrigação.

Por isso, é importante, antes de guardar frutas, verduras e legumes na geladeira, higienizá-los e e secá-los. Depois de consumir, guardar o restante desses alimentos em potes fechados (de preferência de vidro) para evitar a proliferação de bactérias.

FAZER LISTAS

Eu adoro uma lista! Elas facilitam muito o nosso dia a dia, tanto para evitar esquecimentos, perder tempo ou comprar mais do que devia. Sempre antes de ir no supermercado, é legal dar uma passadinha na despensa e na geladeira para ver o que realmente está faltando em casa para evitar estoques desnecessários. Na hora de cozinhar, é bom ter consciência do que temos de mais antigo em casa e dar preferência aos alimentos que estão próximos do vencimento da validade. Dá pra anotar quais são eles em uma lista e colar na geladeira para não esquecer.

REAPROVEITAMENTO

Aproveitar bem os alimentos até o talo é uma ótima dica para evitar o desperdício. É possível reaproveitar partes não convencionais, como as sobras e cascas das frutas para diversas coisas como chás, bolos e temperos e até para um prato incrível que pode surgir das sobras, basta ter um pouquinho de criatividade. Aquele arroz de ontem, o molho, a carne, tudo pode render um novo prato delicioso. Se uma fruta ou legume apresentar uma aparência feia em algumas partes, basta cortar e usar o que sobrou em vez de jogar tudo fora.

CONSUMIR PRODUTOS SUSTENTÁVEIS

Existem diversas marcas de cremes, maquiagens, alimentos e até roupas que são sustentáveis, como a Natura, por exemplo, que trabalha muito essa questão do reaproveitamento de embalagens, reciclagem, reflorestamento e cuidados com o meio ambiente. É legal buscar marcas que tem esses cuidados para consumir no dia a dia. Buscar opções como pallets usados e outros recursos para reutilizar na decoração da casa também são bem-vindos e podem deixar tudo mais interessante e cheio de estilo.

REDUZIR O CONSUMO E FAZER DOAÇÕES

Consumir menos roupas, móveis e embalagens, reaproveitar o que já temos, reciclar, doar, comprar em brechós ajuda muito para evitar mais lixo e desperdícios no nosso dia a dia. Afinal, a humanidade já consome 30% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação da Terra. Comprar consciente o que vamos usar e passar adiante o que está parado, além de ajudar a energia a girar e descomplicar a vida, faz um bem incrível pro mundo, pra quem recebe as doações e para nós mesmos.

 

Tento aplicar todas essas dicas no meio dia a dia. Nem sempre é fácil, mas com um pouquinho de consciência, é possível ter uma atitude positiva e salvar o meio ambiente diariamente! 🙂

Boa sorte!

O que comer de lanche?

Fazer reeducação alimentar requer muita dedicação e foco. É preciso planejar as refeições, ter em casa opções saudáveis e usar um pouco a criatividade pra não enjoar das comidas.

Eu adoro comidas saudáveis, mas as vezes tenho dúvidas do que comer, especialmente no lanche da tarde, que no meu caso é um pré-treino. Nessa hora tenho mais fome, e geralmente tenho vontade de comer algo salgado e que me sacie.

Como eu sou dessas que escrevo no blog pensando em compartilhar nas minhas próprias dificuldades e descobertas e pesquiso as dicas que aqui compartilho também pra mim, resolvi ir em busca de lanchinhos ótimos para sair do lugar comum e encher de sabor os fins da tarde (e encher a barriguinha também).

PANQUECA DE AVEIA

Eu aprendi a fazer essa panqueca e tenho gostado muito. É muito fácil e rápido de fazer, saia muito e bem boa. Gosto de comer recheada com saladas, creme de ricota, queijos. Receita aqui.

PÃO DE QUEIJO DE BATATA DOCE

Eu fiz esse pão de queijo de batata doce sem pretensão nenhuma, e me surpreendi muito com o resultado. Esse da foto é obra minha. Foi muito tranquilo de fazer, e o resultado sensacional! Na minha receita usei só a batata, polvilho azedo, azeite de oliva,  e chia. E acrescentei um pouco de requeijão de queijo minas pra dar um sabor. Dá uma olhada na receita.

PÃO DE CANECA DUKAN

Essa receita eu não fiz ainda, mas é tão fácil que estou louca para testar. Leva só 4 ingredientes e é mto rápido. O mais legal é fazer numa caneca e rechear com queijo. Receita aqui!

BOLINHOS DA NUTRI

A minha nutri faz bolinhos deliciosos e super funcionais, com farinha integral e sementes. Além dela, algumas amigas também fazem esse tipo de bolos e pães. São super práticos de carregar e uma refeição ótima. Esse da foto é de cenoura.

Encontrei essas receitas que podem servir de inspiração para quem quiser fazer em casa.

FRUTAS COM IOGURTE

Essa receita é fácil, rápida e eficiente. Eu to viciada no iogurte Grego Light da Vigor, que é maravilhoso, nem parece que tem baixas calorias. Gosto de misturar com morangos, especialmente, e acrescentar um mix de chia + linhaça + amaranto que deixo na minha gaveta do trabalho. Mas as opções são muitas, descobre a tua favorita! 🙂

Minha nutri sugere fazer o próprio iogurte em casa e bater no liquidificador com alguma fruta.

Quem tem dicas de lanches saudáveis e deliciosos, comenta aí!