Estilo. Cada um tem o seu

estilo-al-vestir

Vejo muita gente dizer que não se interessa por moda, e se negar a acompanhar sites que dão dicas para facilitar a nossa vida na hora de nos vestir. Essas mesmas pessoas tem um guarda-roupa abarrotado, não sabem como usar suas roupas e acabam usando sempre as mesmas, tendo muita coisa parada no fundo do armário.

Cada vez mais vejo que a moda existe, especialmente nos dias atuais, não para ditar regras, mas para ampliar as nossas possibilidades de fazer combinações, usar tecidos, texturas e formatos. Ela auxiliar a misturar tendências, básicos, clássicos e desenterrar aquelas peças esquecidas no fundo do guarda-roupa. Abre caminhos para novas ideias e nos ajuda a fazer render o que temos no armário. E aí eu penso: Meu Deus, como eu não tinha pensado nisso antes?

Ao menos é assim que vejo a moda.

O conceito de estilo dentro daqueles 7 tipos que conhecemos: tradicional ou clássico, contemporâneo ou elegante, natural ou básico, criativo, romântico, sexy, moderno ou dramático, já está ultrapassado. A gente não precisa se enquadrar em nada – e como eu sempre digo, daria um nó na cabeça de quem tentasse me rotular em algum estilo (e disse isso neste post lá o insta). Sinceramente, acho que em um única semana consigo passar por todos eles (inclusive, assim que o frio amenizar um pouquinho por aqui, vou fazer uma semana com uma foto de cada estilo, sem perder a minha essencial – acompanhem o @stalkerdemoda).

No post eu contei que nunca gostei de oncinha, pq achava breja e coisa de perua. Até que percebi (e as minhas referências de moda me ajudaram muito nesse processo) que o problema não era a estampa, mas a forma como ela é usada. E que se eu usar do meu jeito, fazendo combinações que fujam dos esteriótipos, não vou levar comigo esse rótulo de perua brega (não que a pessoa não possa querer ser uma perua brega. Se gosta do estilo, pode e deve). Tudo depende muito da forma como usamos e do nosso jeitinho que inserimos no look.

37061168_1773623549350687_7054489053604872192_n

A moda é um guia que nos abre caminhos para estar sempre inovando nosso estilo, e nunca cair no tédio. Por isso gosto tanto da moda e do que ela representa. A moda não é pra escravizar, é pra libertar! 😀

Anúncios

Cores claras para o verão

Eu acho lindo looks clarinhos e alegres. Eles iluminam os dias, especialmente no verão, além de ter aquela proposta fresh que a gente tanto quer quando está calor.

A gente se acostuma muito com as roupas sóbrias, lança logo mão do pretinho básico, dos sapatos e bolsas pretas e, ao menos pra mim, acaba sendo muito estranho quando não tem nada preto ou cinza no meu look. Fico até perdida para escolher os acessórios.

De um tempo pra cá, estou investindo em roupas coloridas e cores claras, tentando dar uma cara mais leve pros meus looks e tô amando tanto essa vibe. Sempre curti muito os looks rocker, mas também sempre amei o lady like, hoje busco um equilíbrio entre essas propostas e tenho apostado muito mais na leveza.

Por isso que eu quis dividir algumas inspirações aqui no blog.

 

Looks que tenho usado recentemente

Eu amo rosa, é a minha cor favorita, então, pegando carona na moda do tal rosa millennial, tenho usado muito a cor. Nessa minha ideia de tons claros, não necessariamente tem que ser cores candy ou pastel, mas sim looks que sejam mais alegres, leves, divertidos, que fujam do sóbrio.

INSPIRAÇÕES:

Combinar as peças claras sandálias nudes e tênis branco faz toda a diferença!

e2cc60b0459d619fa0373610c0f53119

Estampas são perfeitas para alegrar o look no ato.

O jeans é um ótimo complemento pra equilibrar as cores claras.

O caramelo faz uma combinação perfeita com as cores mais quentes.

Combinar cores improváveis como o rosa e o amarelo, ou o verde e o pink também tá valendo.

8b544d7c36215a73516bc9797321df76

Essa é a ideia, leveza para os dias de verão, luz e muita cor ❤

Semana temática: Misturando estampas look5

E assim encerra a nossa semana de estampas. O look de sexta tem o mesmo formato do anterior, com a blusa listrada dando o tom para segurar o mix com a calça. Nesse caso, é o rosa que faz a ligação entre as duas peças.

camiseta C&A (antiga), calça Animale, tenis All Star

Eu amoo essa mistura, e uso seguidamente. Azul e rosa são as minhas cores favoritas, então vocês já podem imaginar o quanto eu amo esse look, né? O lilás do tênis também ajuda a integrar as peças, como uma cor intermediária, da mesma paleta.

Close da estampa da calça

E, depois de todos esses mix, abro o blog da Carol Burgo e me sinto tão simplinha diante de tanta misturança fashion no look dela. E vejo o quanto tenho ainda a aprender.

Mas acho que já estamos num bom caminho de estilo 😉

Semana temática: Misturando estampas look4

Daí a pessoa tá toda se achando gata e arrasante com o look escolhido especialmente para fotografar para o blog, e… resolve cair o mundo em uma chuva torrencial.

Para não estragar a brincadeira, e já que chuva faz parte da vida, resolvi fotografar molhada mesmo. Afinal, somos gente, somos trabalhadoras, somos de verdade, e tomamos banho de chuva, não é mesmo?

Então aí vai mais um look desta semana temática AND inspiradora.

CAMISETA RALPH LAUREN | SAIA ADIDAS PARA FARM | SANDÁLIA TOK

 

Comprei essa saia da coleção Fugi pra Bali da Adidas para Farm, no carnaval, e estou muito apaixonada. Ela tem uma estampa super linda, é esportiva e super versátil.

Aqui o que funcionou foram as cores que entraram em harmonia. As listras são muito fáceis de combinar, já que fazem a vez da peça lisa, assim como o poá do look anterior. A partir daí foi fácil, a peça floral foi a rainha do look e ficou em destaque com a blusa sequinha e os acessórios neutros. Eu sempre acho que o amarelo combina com dourado, então apostei nas pulseiras e brincos dourados, sandália marronzinha e fechou o look.

Beijos!

 

Semana temática: Misturando estampas look3

Desta vez, um look noturno que usei para jantar com as amigas no Dia da Mulher. Não quis escrever textão sobre a data, porque achei que não teria nada novo para acrescentar. Ainda assim, diante do discurso do presidente Temer e de tantas aberrações que vemos por aí, vemos que a nossa luta não pode parar.

Fico pensando o quanto é difícil para algumas pessoas se libertarem de conceitos tão enraizados em sua educação, e abrirem suas cabeças para novas realidades e uma nova atitude feminina, que tem coragem de se assumir inteligente, amante, linda, batalhadora, sensual, empreendedora e segurar essa posição de cabeça erguida, com convicção de suas escolhas. Eu não quero escolher entre ser bonita e inteligente, não quero ter q abrir mão de certas futilidades e luxos em detrimento de bagagem intelectual. Quero tudo ao mesmo tempo, não é mesmo?

Tem momentos em que me sinto tão livre e dona de mim, e logo ali adiante me deparo com disparidades que me diminuem e julgam constantemente, muitas vezes mesmo sem a gente perceber, seja no dia a dia do trabalho, diante da roupa curta/justa ou de alguma atitude que tomamos. Foi com essa motivação que escrevi esse texto há alguns anos e deixo aqui para quem quiser ler: Por que a mulher tem um dia para comemorar?

Mas voltando ao look, estamos na semana do mix de estampas pós-carnaval, e eu quis caprichar. Comprei essa blusinha com shape super moderno (e perfume anos 90) na praia e já estava louca pra estrear. Foi aí que logo lembrei da minha pantalona de bolinhas, herança da minha mãe, que faria o par perfeito e divertido com ela.

Nesse look eu combinei a peça de poá P/B, que pra mim é quase como se fosse lisa, com a blusa super colorida. A harmonia de cores é o grande segredo do look, já que a estampa maluca da blusa também tem fundo P/B. Geralmente eu penso em uma combinação na minha cabeça, e testo quando chego em casa, isso dificilmente dá errado.

Esse look ficou bem contemporâneo porque reúne elementos fun, que estão super na moda, é divertido e ao mesmo tempo a predominância do preto e o tecido em crepe da calça deram uma carinha mais arrumada, ideal para a noite.

>> Eu amo quadrinhos e sou super fã desse estilo Pop Art do Roy lichtenstein, bem coloridão e cheio de informação. Em sua obra ele procurou valorizar os clichês das histórias em quadrinhos como forma de arte, colocando-se dentro de um movimento que criticava a cultura de massa. Seus quadros, desvinculados do contexto de uma história, aparecem como imagens frias, intelectuais, símbolos ambíguos do mundo moderno. O resultado é a combinação de arte comercial e abstração.

E esse foi o terceiro look da série Misturando Estampas. Amanhã tem mais!