Existe fórmula para se vestir?

pint1

É incrível como essas fórmulas prontas não funcionam pra mim. Ter um mix certeiro de bijus, juntar um monte de peças básicas no look, o sapato preferido ou aquele combo que sempre dá certo. Dá certo pra quem, cara pálida?

Não consigo ser tão preto no branco, pelo contrário, quero que o meu look de hoje seja o oposto do de ontem. Voltar a usar aquela calça que usei ontem só na semana que vem. Se tenho usado mais botas ultimamente, então passarei a usar sandálias, tênis ou oxfords.

Não quero ter um combo pronto!

As fórmulas existem, mas não são a minha cara. Nem a tua! Quando estou com preguiça ou muito indecisa, uso jeans e camiseta. Mas não considero nem de longe esse o meu combo fashion. Essa é uma roupa básica, comum, para se camuflar na multidão. Simplesmente uma roupa pra não chamar atenção, provavelmente não seria uma escolha num dia feliz e inspirado. Ou seria?

Depende!

Depende da calça, depende da camiseta. Depende da ideia que veio na minha cabeça. Mas sempre vai ter complementos que vão dar aquele toque meu: uma estampa que eu amo, uma referência a uma banda ou um filme, minhas cores favoritas, uma modelagem que eu me sinto muuito bem, um acessório que traz informação personalizada àquela composição.

pint2

Adoro ler as dicas do Steal the Look, me inspiro muito mesmo. Adoro ler revistas de moda, ver possibilidades, saber das novidades, descobrir novas formas de usar as mesmas coisas. E gosto principalmente de aplicar tudo no meu guarda-roupa. Ver outfits fashion que me façam lembrar de uma blusa q eu tenho, que me dê ideias baseadas nas roupas que já estão lá no meu armário. Isso é legal!

Não imitar integralmente, mas pegar ideias mesmo. Afinal, cada um tem que descobrir o que gosta, e se não tiver fórmula, não tem problema!

Uma das dicas para criar um estilo e perder menos tempo se arrumando é tirar fotos dos looks e depois ver quais as semelhanças entre eles, o que se sobressai, o que estou sempre usando. Eu faço isso há muito tempo, inclusive muitas fotos tenho salvas no meu Pinterest, mas simplesmente não consigo enxergar esses padrões. Pelo contrário, quanto mais diferente de tudo melhor.

É incrível, mas quando vou me enquadrar, acabo seguindo um caminho totalmente contrário. Tipo a banda Radiohead, que ninguém consegue definir se é rock, eletrônica, progressiva, pop ou jazz, no maior estilo experimental. Me identifico!

Também acho que os looks que uso tem muito a ver com fases da minha vida. Se estou num momento baladeira, uso muito brilho, black, meias calças, salto. Se estou em momentos de trabalho pegado, jeans, camiseta, botinhas, alguma alfaiataria. Se estou num momento relax, moletom, calças molinhas, alpargatas, chinelos. Isso são combos para ocasiões diferentes que se apresentam. Qual o que eu mais gosto ou me sinto bem? Bom, depende! Depende do momento, da ocasião, do humor, das pessoas que com quem vou estar interagindo. Tudo isso influencia.

Comprei o livro Questão de Estilo, de Carrie McCarthy e Danielle Lá Porte, que ensina como encontrar seu estilo único, que vale pra vida, pra casa e pro armário, e até pra como nos relacionamos com o mundo. Acho que não sou nada óbvia e não me enquadro em padrões, e por isso está tão difícil encontrar meu estilo . Nada como se conhecer a cada dia um pouquinho mais para saber o que é a nossa cara.

pint3

Quando terminar de ler o livro, comento mais sobre ele aqui. Enquanto isso, fica o moodboard que estou montado sobre minhas preferências e tudo que faz sentido na minha vida, além das roupas. Espia aqui.

Anúncios

Quem gostou, comenta aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s