Desta vez, um look noturno que usei para jantar com as amigas no Dia da Mulher. Não quis escrever textão sobre a data, porque achei que não teria nada novo para acrescentar. Ainda assim, diante do discurso do presidente Temer e de tantas aberrações que vemos por aí, vemos que a nossa luta não pode parar.

Fico pensando o quanto é difícil para algumas pessoas se libertarem de conceitos tão enraizados em sua educação, e abrirem suas cabeças para novas realidades e uma nova atitude feminina, que tem coragem de se assumir inteligente, amante, linda, batalhadora, sensual, empreendedora e segurar essa posição de cabeça erguida, com convicção de suas escolhas. Eu não quero escolher entre ser bonita e inteligente, não quero ter q abrir mão de certas futilidades e luxos em detrimento de bagagem intelectual. Quero tudo ao mesmo tempo, não é mesmo?

Tem momentos em que me sinto tão livre e dona de mim, e logo ali adiante me deparo com disparidades que me diminuem e julgam constantemente, muitas vezes mesmo sem a gente perceber, seja no dia a dia do trabalho, diante da roupa curta/justa ou de alguma atitude que tomamos. Foi com essa motivação que escrevi esse texto há alguns anos e deixo aqui para quem quiser ler: Por que a mulher tem um dia para comemorar?

Mas voltando ao look, estamos na semana do mix de estampas pós-carnaval, e eu quis caprichar. Comprei essa blusinha com shape super moderno (e perfume anos 90) na praia e já estava louca pra estrear. Foi aí que logo lembrei da minha pantalona de bolinhas, herança da minha mãe, que faria o par perfeito e divertido com ela.

Nesse look eu combinei a peça de poá P/B, que pra mim é quase como se fosse lisa, com a blusa super colorida. A harmonia de cores é o grande segredo do look, já que a estampa maluca da blusa também tem fundo P/B. Geralmente eu penso em uma combinação na minha cabeça, e testo quando chego em casa, isso dificilmente dá errado.

Esse look ficou bem contemporâneo porque reúne elementos fun, que estão super na moda, é divertido e ao mesmo tempo a predominância do preto e o tecido em crepe da calça deram uma carinha mais arrumada, ideal para a noite.

>> Eu amo quadrinhos e sou super fã desse estilo Pop Art do Roy lichtenstein, bem coloridão e cheio de informação. Em sua obra ele procurou valorizar os clichês das histórias em quadrinhos como forma de arte, colocando-se dentro de um movimento que criticava a cultura de massa. Seus quadros, desvinculados do contexto de uma história, aparecem como imagens frias, intelectuais, símbolos ambíguos do mundo moderno. O resultado é a combinação de arte comercial e abstração.

E esse foi o terceiro look da série Misturando Estampas. Amanhã tem mais!

Anúncios

Quem gostou, comenta aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s